Andam a cair que nem pardais!

 

Aviões, bancos, vips e sandes.

pardal tap bes

Um avião da TAP estava no ar há uma hora com destino ao Brasil quando um dos motores explodiu e teve de aterrar no aeroporto de Lisboa causando apenas alguns estragos em carros estacionados em Camarate e nas cuecas de vários passageiros.

Eu não sei se perceberam, aquilo EXPLODIU. E agora não estou a falar das cuecas, estou a falar do motor, aquela coisa que mantém o avião no ar.
Três dias depois a TAP cancela 6 voos. São 1800 pessoas que se quiserem voar têm de beber red bull ou comer cogumelos mágicos porque na TAP, não vai acontecer. O secretário de Estado dos Transportes garantiu que os serviços de manutenção da TAP são de primeira linha e tem razão, aquela linha que impede a passagem.

Sabem quem é que não se importava de ter passado por isto? Os tipos que iam na Malaysian Airlines e apanharam com um míssil a caminho da Malásia.

 

BES…
Ainda não caiu, eu sei. Esperem, que horas são? De certeza que ainda não caiu? Não? Ok.
E agora?

 

VIP
Agora vamos falar de um vip que caiu do cavalo… vocês sabem de quem eu estou a falar.
Exacto, do Olavo Bilac. Ai ainda não viram? Pronto, é clicar aqui.

Vocês pensavam que eu estava a falar do Rui Reininho? Por causa disto? Não. Esse não caiu, aquilo é o Rui Reininho numa 3ª feira à tarde.
Aquilo foi no Domingo? Não. Para vocês era Domingo, para o Rui Reininho ainda era 3ª feira…

Mas agora a sério, quão irónico é a TAP  estar presa ao chão e o Rui Reininho andar com a cabeça a voar sem precisar de um avião? Eu sei, ‘bué’.

 

Sandes… deixei cair uma, ontem à tarde, no parque.  Foi chato.

Não tão chato como ir num avião a pensar em Samba, rodízio de carne, de marisco, de xoxota e aquilo explodir, mas ainda assim… estragou-me o dia.

— sigam os Aristocratas no facebook —


Listas do Desassossego: O Que a Selecção Precisa

106654_ori_[1]

 

Para se ter esperança que a partir de hoje tudo corra bem, aqui fica a minha receita para a Selecção:

1) Novo caso Paula – para reforçar o espírito de grupo nada melhor que todos odiarem a mesma put%;

2) Crise – perder o primeiro jogo, ser decretada crise nacional, o povo entrar em depressão e ai sim, começar uma campanha vitoriosa;

3) Lesões – que haja muitas lesões… nas selecções adversárias;

4) Comentadores – penso que ainda há pouca gente a falar da Selecção de futebol, talvez mais programas desportivos/de comentário, quem sabe um de hora a hora. Tudo para incentivar os jogadores, claro;

5) Saltillo – todos os jogadores com amantes é imperativo, toda a gente sabe que deu bom resultado no México 86… sempre se ganhou à Inglaterra;

6) Família Aveiro – o clã tem de crescer, Ronaldo precisa de mais motivação, e nada como ter contas para pagar para jogar ainda mais;

7) Tatuagens – devem ser dois ou três que não as têm. Mas isto é uma equipa ou não? Tudo a tatuar os antebraços com nomes de quem quiserem;

8) Backstage – tem de haver mais reportagens nos momentos mortos da Selecção, quanto mais as mulheres souberem o que eles, realmente, andam a fazer, menos mensagens lhes mandam, menos os desconcentram;

9) Samba – só mesmo para os meninos lavarem as vistas com as caipiras;

10) Prémios – como é que se pode andar motivado se os prémios são ‘só’ de 400 mil euros por jogador em caso de vitória?


O cúmulo da inércia…

Meus senhores, apresentamo-vos o cúmulo da inércia… para as mulheres.

O que é que eu fiz

— sigam os Aristocratas no facebook —


Listas do Desassossego: Favorito do Pai

favorite_son_funny_card_for_kids_love_you_card_grande[1]

 

Há estudos que apontam para o facto de os pais terem sempre um filho favorito. Eu tive essa comfirmação desde cedo, o meu pai foi sempre muito claro:

1) Entrou no meu quarto com uma motosserra e uma máscara de palhaço durante a noite… quando me levantei apavorado, ele olhou para mim e disse: “txiii… estava à procura do quarto do outro”;

2) Castigou o meu irmão durante um mês e deu-me a mesada dele durante um ano… depois de eu ter batido com o carro quando estava alcoolizado e ainda não tinha carta;

3) Tentou recriar um Battle Royal entre os filhos, deu-me um machado e um arco e flecha, e ao meu irmão deu um palito para se defender;

4) Meu irmão é dentista, é um falhado por não ter ido para Medicina; eu sou licenciado em artes e estou desempregado, sou um espírito livre e um artista em amadurecimento, segundo ele;

5) Fez um testamento em que deixava tudo a um primo em 2º grau, já o meu irmão era nascido;

6) Passou o testamento para meu nome, depois de eu nascer;

7) Ensinou o meu irmão a fazer a barba às escuras com uma faca do mato;

8) Chamou Júnior ao meu irmão, mudou-lhe o nome para Não Júnior;

9) Inscreve o meu irmão para todos os Secret Storys europeus com o segredo: “o meu pai não me ama… nem sequer gosta de mim”;

10) Nasci de cesariana e o meu irmão não…


Listas do Desassossego: Coisas Que Já Fiz Alcoolizado

images[8]

 

Mais que uma lista, uma confissão de coisas que poderiam ser vergonhosas, caso a vergonha não morresse com o álcool.

1) Lutei com dois gajos maiores que eu… em idade, tinham 84 e 88, respectivamente;

2) Comi em casa de um amigo e fiz olhinhos à mãe dele… o pai deu-me 20€ para eu a aturar;

3) Lutei com um leão e perdi… percebi depois que era uma estátua;

4) Vi duas novelas da TVI seguidas… chorei durante uma delas;

5) Tive uma conversa sobre o sentido da vida com uma profissional do sexo… durante o servicinho dela;

6) Conheci o Morgan Freeman… chamei-lhe Mandela… era o Denzel…;

7) Fiz uma caminhada de 4 dias com escuteiros… nunca andei nos escuteiros;

8) Fiz um discurso para alunos Erasmus provenientes do Japão… falei sempre em cantonês;

9) Cozinhei coxinhas de frango a um ‘amigo’ cigano… eram coxas de rã;

10) Fiz uma festa em que todas as mulheres tinham de entrar sem roupa…. resultou.


Listas do Desassossego: Uma Sobrinha É Melhor Que Uma Filha

imagesXIP04IRT

 

 

Certo, não tenho uma filha, ainda mais certo, tenho uma sobrinha, mas acho que consigo perceber as vantagens de não ter uma descendente directa. Eis porque acho que é melhor ter uma sobrinha:

1) Posso dar-lhe doces o dia todo sem me preocupar com as consequências. Aliás, posso dizer que é uma experiência e tentar perceber quantos chocolates consegue um corpo de 4 anos aguentar até fazer shut down;

2) Posso dar-lhe maus conselhos, do tipo: “claro que aquele jovem de chapéu de pála direita, ainda com o autocolante, é uma boa aposta para o teu futuro amoroso”;

3) Ensinar o que interessa, como asneiras e falar à Jorge Jesus, o problema é sempre visto como dos pais;

4) Posso mandá-la ao ar e tentar entrar no Guiness pelo mais alto lançamento de criança do Mundo… e nem preciso de me preocupar em apanhá-la;

5) Posso pedir para ir buscar-me cigarros e cerveja à loja, se a levarem, a perda não é minha… se ao menos eu fumasse e bebesse…;

6) Posso convencê-la a ser do Sporting, só para poder rir-me do sofrimento que ela vai ter no futuro;

7) Posso vesti-la à guna e ir passear com ela para a rua, só para ver as reações;

8) Posso dar-lhe comida para ela provar para ver se está estragada;

9) Posso convencê-la a gostar de mulheres e futebol, para termos mais coisas em comum

10) Posso dizer-lhe que é minha filha e vê-la a passar-se com os pais quando a for deixar a casa.


Relógio biológico…

Relógio biológico… algumas diferenças entre homens e mulheres.

Relógio biológico

— sigam os Aristocratas no facebook —


Listas do Desassossego: O Que Fazer Num Domingo

sunday_themes-1[1]

 

A semana passada elenquei o que não fazer no último dia da semana, mas houve pessoas que disseram (e bem) para eu sugerir, então, o que fazer. A pedido, cá vão algumas ideias:

1) Tentar dormir 16 horas seguidas;

2) Tomar o pequeno-almoço ao almoço, o almoço ao lanche, o lanche ao jantar e o jantar a meio da madrugada;

3) Tentar apanhar moscas Mister Miyagi style;

4) Ver o The Goonies 4 vezes seguidas;

5) Estar deitado no sofá sem ir ao wc o dia todo;

6) Quando for hora de ir ao wc, cronometrar quanto tempo se está a libertar as cataratas do Niagara;

7) Fazer um bolo… só para se puder comer a massa, ainda, crua;

8) Dormir a sesta, aliás, dormir duas sestas… seguidas;

9) Jogar às escondidas com a sobrinha, começar a contar e deixá-la ir-se esconder. Contar até 1 milhão e picos;

10) Ver os desenhos-animados às 7h da manhã.


Listas do Desassossego: O Que Não Fazer Num Domingo

Lazy-Sunday-2-Banner-950x350[1]

 

Uma das piores coisas que me podem fazer é obrigarem-me a fazer o que quer que seja ao Domingo. Entre essas coisas, há algumas que são mesmo de evitar:

1) Ir às compras – o olhar de um homem que segue a sua companheira nos corredores de uma loja de um shopping chega para perceber o sofrimento que para ali vai;

2) Ir à praia – como se não fosse toda a gente ter a mesma ideia…;

3) Ir a casa dos pais – porque ouvir críticas de forma ininterrupta sofre como somos uma desilusão é sempre um bom programa;

4) Ir a casa dos sogros – porque silêncios confrangedores são do melhor do Mundo…;

5) Ir à missa – para ver alguém beber e comer ali mesmo à nossa frente sem oferecer? Não obrigado.;

6) Ir a uma casa de put$% – para apanhar o refugo do refugo, aquelas meninas que nem têm direito a ir a casa e  que acredita que comprar uma garrafa de champagne é, mesmo, o que mais nos apetece;

7) Vestir roupa formal – tudo o que não seja fato-de-treino é extremamente desaconselhável;

8) Ver tv – principalmente nos 3 canais generalistas portugueses, ninguém merece sofrer tanto;

9) Dar de comer a patos num parque – acreditem, eles estão fartos de pão;

10) Ir a uma discoteca – ok, o consumo mínimo é menor, mas é também quando a minha avó gosta de ir… acho que está explicado.

 


Listas do Desassossego: Resolução de Conflitos do Sr. Matias

 

images[3]

 

O Sr. Matias gostava de apresentar boas soluções para situações de conflito. Situações variadas, mas de resolução idêntica e absurda… ou talvez apenas genial. Eis o que ele me dizia, e como me dizia:

1) Discussão com a mulher – “dizes sempre que sim a tudo e pedes desculpas, terminas com um ‘tens toda a razão’. Depois vais a casa da irmã dela e dás -lhe um valente fodã$”;

2) Sobre futebol – “mesmo que não saibas nada de bola, a meio da conversa dizes ‘o problema é não jogarem em 4-4-2′. Se jogarem em 4-4-2, dizes que a mãe deles é uma put@3, andam á porrada e bebem uns copos no final”;

3) A origem da vida – “nem Criacionismo, nem Evolução, só se vem de um sítio, do belo do colh㣅 Se disseres assim em rima, já ninguém discute mais”;

4) Autoridade – “se quiseres impor a tua autoridade fala mais alto que todos os outros e quando se calarem, arrota de forma estridente para estabeleceres e determinares a dominância territorial”;

5) Ofensas – “em caso de injúria, o melhor é se decidir tudo à antiga, com um duelo. De preferência com espadas”;

6) Prostitutas – “a única discussão que se pode ter com uma profissional do sexo é se ela te passa o recibo em papel ou com a con%”;

7) Cinema – “se disserem que o teu filme favorito não presta, diz-lhes o final de todos os filmes que te lembrares, os que não souberes inventa, a ideia é que eles nunca os cheguem a ver”;

8) Álcool - “ninguém discute quando está bêbado, bêbados todos são melhores amigos, e melhores amigos não discutem”;

9) Telemarkting – “quando te tentarem vender alguma coisa por telefone, conta-lhes de forma detalhada a tua última ida à casa de banho. Só terminas quando eles desligarem”;

10) Política – “nunca discutas política!” foi só o que me disse neste assunto…


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 87 outros seguidores