Author Archives: Rafael Videira

Andam a cair que nem pardais!

 

Aviões, bancos, vips e sandes.

pardal tap bes

Um avião da TAP estava no ar há uma hora com destino ao Brasil quando um dos motores explodiu e teve de aterrar no aeroporto de Lisboa causando apenas alguns estragos em carros estacionados em Camarate e nas cuecas de vários passageiros.

Eu não sei se perceberam, aquilo EXPLODIU. E agora não estou a falar das cuecas, estou a falar do motor, aquela coisa que mantém o avião no ar.
Três dias depois a TAP cancela 6 voos. São 1800 pessoas que se quiserem voar têm de beber red bull ou comer cogumelos mágicos porque na TAP, não vai acontecer. O secretário de Estado dos Transportes garantiu que os serviços de manutenção da TAP são de primeira linha e tem razão, aquela linha que impede a passagem.

Sabem quem é que não se importava de ter passado por isto? Os tipos que iam na Malaysian Airlines e apanharam com um míssil a caminho da Malásia.

 

BES…
Ainda não caiu, eu sei. Esperem, que horas são? De certeza que ainda não caiu? Não? Ok.
E agora?

 

VIP
Agora vamos falar de um vip que caiu do cavalo… vocês sabem de quem eu estou a falar.
Exacto, do Olavo Bilac. Ai ainda não viram? Pronto, é clicar aqui.

Vocês pensavam que eu estava a falar do Rui Reininho? Por causa disto? Não. Esse não caiu, aquilo é o Rui Reininho numa 3ª feira à tarde.
Aquilo foi no Domingo? Não. Para vocês era Domingo, para o Rui Reininho ainda era 3ª feira…

Mas agora a sério, quão irónico é a TAP  estar presa ao chão e o Rui Reininho andar com a cabeça a voar sem precisar de um avião? Eu sei, ‘bué’.

 

Sandes… deixei cair uma, ontem à tarde, no parque.  Foi chato.

Não tão chato como ir num avião a pensar em Samba, rodízio de carne, de marisco, de xoxota e aquilo explodir, mas ainda assim… estragou-me o dia.

— sigam os Aristocratas no facebook —


O cúmulo da inércia…

Meus senhores, apresentamo-vos o cúmulo da inércia… para as mulheres.

O que é que eu fiz

— sigam os Aristocratas no facebook —


Relógio biológico…

Relógio biológico… algumas diferenças entre homens e mulheres.

Relógio biológico

— sigam os Aristocratas no facebook —


Carta a um filho homossexual

carta

Como? Como é que isto pôde acontecer? Oh meu filho, meu rico filho… Tu és tão lindo, tão forte, tão homem! Como é que nos podes dizer uma coisa dessas! Oh filho, diz-me, por favor, diz a esta tua mãe que já não aguenta mais este sofrimento, diz-me que é mentira. Toda a gente sempre te gabou ”Ai o seu filho é tão lindo, está um homem bonito, bem feito.”
Toda a gente diz que és um homenzarrão, um senhor, um galã como o Diogo Infante! Andavas sempre rodeado de amigas, eu não percebo. 
Diz-me que é mentira, filho.
Não. Eu não posso aceitar.
Se isto for verdade não voltas a entrar nesta casa, ouviste? Se vieres para cá, comes noutro prato. Não te nego comida que não é o que Deus nosso Senhor quer mas comes com outro talher que eu e o teu pai não vamos apanhar as tuas doenças.  Ai o teu pai… Eu nem quero imaginar o que o teu pai tem para te dizer. 
Vamos todos os dias à missa. Ai vamos. Mal chegues vamos logo falar com o padre Vítor. Isto é obra do demónio. Só pode! Isto foi o Diabo que te entrou no corpo… Meu Deus! Eu nem quero imaginar no que te entra no corpo.
Que desgosto. Que desgosto, meu filho. Que tristeza tão grande deste à tua mãe. Não me faças isto.
Eu sabia que não te devia ter deixado ir morar para aí sozinho. Sempre foste tão bom menino, muito arrumadinho, com muito juízo, és doutor, tinha tanto orgulho em ti…
O que é que toda a gente vai dizer? Não te preocupas com isso? Olha o que vão dizer de mim! Que a culpa é minha, que fui eu que te estraguei, que eu não te soube criar. Ai meu Deus do céu…

Ainda bem que os teus avós já cá não estão para ver isto.
Nunca pensei que me fizesses uma coisa destas. Nunca pensei que isto pudesse acontecer,  e sabe Deus o que me custa dizer isto mas é o que sinto: tenho vergonha de ti. És egoísta se não mudares. O melhor é nunca mais voltares para aqui.

Eu despeço-me agora, não aguento mais. O teu pai quer dizer-te algumas coisas. Agora é que vão ser elas! Eu nem vou ler. Nem vou ler que já não consigo de tanto chorar. Mas vá, o teu pai quer dizer-te umas quantas, vai dizer o que pensa disto e sei que não vai ser tão brando como eu. 

 Adeus

 

 

Olá filho.

Amo-te na mesma, és e serás sempre bem vindo.
Se tiveres namorado, trá-lo, eu quero conhecê-lo.  

Até breve.
Beijos

Pai

P.S.  Eu nunca gostei da tua mãe.


A desilusão da manifestação…

As forças de segurança manifestaram-se ontem à porta do Parlamento e isso criou expectativas sobre o que iria acontecer.

Demonstration of Portuguese security forces

Esta é uma lista das coisas que desiludiram:

1 – Não jogaram ao 1  2  3 macaquinho do chinês

2 – Os do lado de lá não se viraram para Parlamento juntando-se à manifestação dos que estavam do lado de cá.

3 – Não houve uma única situação em que um polícia e um manifestante trocaram de roupa porque acabava o turno de um e começava o do outro.

4 – Não dançaram o rumba como no filme A Máscara.

mask policevídeo aqui: clicar

5 – Não vi nenhum civil infiltrar-se no meio deles, começar a atirar pedras e a incentivar os outros a fazerem o mesmo como alguns polícias fizeram na greve geral.

6 – Os gatunos não estavam lá…

Agora o que me surpreendeu, e acredito que vos surpreenda também, é descobrir que o Vítor Gaspar, anterior ministro das Finanças, é um viciado em adrenalina e aproveita estas oportunidades para vestir uma farda e ir para o meio da confusão!

Do que é que eu estou a falar?
Olhem para a imagem que se segue e não me digam que não é ele.

manifgasparid
Em boa verdade, devem ser saudades de dar cacetadas nos portugueses…

— sigam os Aristocratas no facebook —


Máscaras

Há quem diga que todos nós usamos máscaras. Quem?
O Dr. Neuman…  do filme ‘A Máscara’.

 the masks

Pensavam que isto ia ser profundo e filosófico? Não vai.
Talvez um bocadinho… Não, não vai.

Como o país está em crise mas os portugueses são uns foliões, decidimos ajudar.

Recorte estas máscaras e junte-se aos matrafonas e às mulheres modernas, independentes e seguras de si… estou a falar das buchas de bikini que dançam samba ao frio e à chuva e que gritam em silêncio: “OLHEM PARA MIM”.

Não gosto de bola

Não sou macho

Palhaço

Pau mandado

Velhinho 2

Agora vá que a vida são dois dias e o carnaval são três…  (suspiro)
Tenho para mim que nós, humanos, não vamos durar muito tempo.

— sigam os Aristocratas no facebook —


Meus senhores, é o fim…

Eu vou dizer isto uma vez e depois acabou. Ouviram? ACABOU.

As mulheres estão diferentes, são rijas, cospem para o chão, e isto vi eu, ninguém me contou. São cada vez mais independentes, eu até já vi uma a conduzir um autocarro! As brincadeiras umas com as outras já não é só coisa de experimentar na universidade e a julgar pelo que tenho visto nos bares, começam por volta dos 12 anos e depois já não querem outra coisa…

Meus caros, vamos lá ver uma coisa, o Mundo mudou.
Isto de ir trabalhar, chegar a casa e ter a janta pronta já não acontece. Elas já pouco precisam de nós e se já levámos um susto quando o vibrador apareceu… eu temo que não estejamos preparados para o que aí vem.

Tenho medo. Admito, tenho medo pelo nosso futuro. Vocês são muito boas pessoas mas eu não quero ter de me abraçar a outro homem à procura de um momento de intimidade, de um carinho. Aliás, o único motivo pelo qual não cometo um crime é porque já sei que não me vou dar bem na prisão. Não vou, pronto.

O vibrador dá horas de prazer mas no fim não fica a fazer conchinha, escapámos por pouco.

vibradores

Agora… Agora temo que seja o fim.

É sabido que as mulheres, por algum motivo, não conseguem manter a temperatura corporal durante a noite e vão ocupando a cama toda até já não podermos escapar e temos de optar, ou dormimos no chão ou sentimos o afiado toque glacial da rainha do gelo que está ao nosso lado.

Isso acabou. Acabou, porque isto existe.

botija

“Ah mas botijas já existiam!” Calou, caralho! Não sejam burros e vejam com olhos de ver. Isto é o nosso fim.
Eu sei que já existiam botijas de água quente mas quem é que ia aquecer aquilo duas vezes? Estar ali aos 5 e 6 minutos à espera que a água aquecesse? Ninguém.
Depois de estarem deitadas elas só se levantam quando o cabelo estiver todo engrenhado. Era  o que nos valia.

Meus caros, isto aquece numa tomada ao lado da cama, só precisa de um minuto e mantém-se quente durante horas…

Eu perdi a minha liberdade. Ela ia deitar-se, pedia-me para ir para a cama e eu recusava, ficava horas a ver filmes, séries e a jogar… Isso acabou.
Basta um dia que não vá logo e ela percebe que já não precisa de mim para nada, um dia que eu demore a ir para a cama e fico sozinho. Um dia e não faltará muito para começar a encarar a vida na prisão com outros olhos. Um dia.

Este é o meu aviso. Estejam atentos, homens. Atentos e não deixem as vossas namoradas, esposas ou companheiras comprar este instrumento do  diabo.

Predadores, meteoritos, peste negra… tanta coisa e o que vai acabar connosco é a porcaria de uma botija de água quente.

final botija

— sigam os Aristocratas no facebook —


Insert coin…

Esta é a capa do i, hoje 20 de Dezembro de 2013.

game over

O Tribunal Constitucional chumbou a proposta do corte nas pensões da função pública e o governo reage como? Com subida de impostos.

SAPO - Portugal Online!-8

Pumbas. “Ai vocês não querem cortar aqui? Então vamos aumentar ali.”

Mas também, é preciso pagar a dívida, se não há alternativas…

Alternativas à subida de impostos?

Governo omitiu benefícios fiscais de 1045 milhões a grandes grupos | iOnline

Pois, não estou a ver…

Governo omitiu benefícios fiscais de 1045 milhões a grandes grupos | iOnline-1

Não sei, parece que não há outro sítio onde o governo possa ir buscar dinheiro…

Governo omitiu benefícios fiscais de 1045 milhões a grandes grupos | iOnline-2

Se calhar não há mesmo…

“A consolidação orçamental não pode pôr em causa direitos adquiridos” disse o Tribunal Constitucional, está certo.
É bonito ver que haja quem defenda os funcionários públicos. Os descontos estão feitos e devem ter direito às suas pensões.
É claro que por uma questão de igualdade, também passam a ter que trabalhar 40 horas por seman… Não?

SAPO - Portugal Online!-9

Ah bom, isto então é o Texas. Tá bem…

O que vale é que a reforma sobe para os 66 anos em 2014 e com um pouco de sorte em 2020 já podemos todos trabalhar até morrer. Vai ser tão bom.

Eu já sei o que vocês estão a pensar, “Este governo só sabe sobrecarregar-nos e eles, os mandantes, não sabem poupar.”
Mentira. Não acreditam? Olhem para isto:

Facebook-4

Um homem esteve preso um mês, por engano, e o estado aceitou pagar? Não. Há que poupar. “Estado considera indemnização manifestamente exagerada”.
Um mês com cama, comida e roupa lavada e ainda recebe 15 mil euros? Era o que faltava. Aquilo foram umas férias, ahAHaHAhah… o quê? Fizeram-lhe o quê no duche? Não, 15 mil euros é pouco.

Não percebem a relevância disto? Eu explico. Este homem somos nós. Estamos presos a isto, atiram-nos à cara a sorte que temos e não nos poupam no duche, eles adoram esta tradição da sodomia…

Neste jogo, somos todos trabalhadores a bater com a cabeça nas paredes para conseguir algumas moedas e acabamos todos a ser mandados pelo cano abaixo…

MarioMushroom

Mas bom, “Game Over“, agora é “insert coin” e quem sabe até  “New Player”.
O problema é que não vejo mais ninguém na sala de arcada com capacidade para jogar isto e para ser sincero, também me preocupa que isto seja tratado como um jogo. É que nós não temos mais do que uma vida.

E eu sei que é Natal e as crianças mal comportadas não recebem prendas, recebem carvão mas acham isso justo? Olhem só para estas carinhas…

gov triste

Não vos apetece pôr estes miúdos a trabalhar nas minas de carvão para merecerem o carvão em vez de ainda estarmos a dar-lhes o carvão?  Também me parecia.

Feliz Natal a todos.

— sigam os Aristocratas no facebook —


Sexta-feira 13

Dia 13 de Dezembro de 2013.

sexta-feira 13 aristos pt

O que é que esta data tem de especial? Nada. É apenas uma sexta-feira em que,  por acaso, também é dia BOO!

Assustei-vos? Não! Bolas…

Não me vão dizer que não acreditam nos azares cósmicos que acontecem sempre que o dia 13 calha a uma sexta-feira? Vá lá malta, sexta-feira 13! É praticamente uma instituição. Há filmes, lendas, mitos urbanos… jantares temáticos! Vá lá, jantares temáticos sobre sexta-feira 13 é assustador, não? Um grupo de gente esquisita que se veste de bruxas e o que mais for e comem coisas normais enfeitadas para parecerem nojentas… Assustador, não? E se eu vos disser que a maior parte dessas pessoas tem mais de 50 anos e já procriaram? Aah, eu sabia que isso já metia medo.

“Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay.” – Adoro. É como dizer que não acreditam em Deus mas depois nas alturas em que querem alguma coisa não custa nada fazer uma rezazinha.
Vamos lá acabar com as superstições, parar com as figas e cruzes credo, vamos desmistificar os azares e mitos da sexta-feira 13.

Sexta-feira, toda a gente adora a sexta-feira. Todas as outras sextas-feiras são celebradas! É fim de semana, altura de pôr de lado toda a tristeza que é a nossa vida no quotidiano e fazer tudo o que nos apetecer… ou seja, no Sábado arrumar a casa e fazer as compras e no Domingo ir a casa dos familiares, ver um filme, a meio chorar até adormecer, deprimidos por o fim de semana já ter acabado.

13. É um número. Deixem-se de merdas.

2013. Super importante, porque é um número e é 13, no ano 13, portanto é muito pior, porque é o mesmo número duas vezes… Deixem-se de merdas.

Como é que isto começou?

Várias versões:

– Houve um banquete com 12 deuses e Loki (deus nórdico da mentira) não foi convidado, apareceu na mesma e fez asneira. Pumbas, azar para todo o sempre, para toda a gente. Menos para ele. Enorme sucesso nos filmes da Marvel.

– Quando as tribos nórdicas se converteram ao cristianismo, Friga a deusa do amor e da beleza foi transformada em bruxa e decidiu, todas as sextas, fazer reuniões de condóminos com mais 11 bruxas e o demónio… Wuau! Ok, aqui consigo perceber a cena do azar, ninguém quer essas reuniões mas não moramos com ela, estamos bem. Esperem! A minha vizinha do 2º esq… Vamos continuar.

– 13 de Outubro de 1307, sexta-feira, a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV de França. Má jogada para os cristãos, maravilha para o resto da humanidade.

– Jesus Cristo e 12 apóstolos, 13 pessoas à mesa, deu no que deu… Última ceia.
Que cena é esta das sextas-feiras 13 e os jantares?

Azares e superstições da treta:

1 – Partir um espelho – Pois claro que é um azar, um espelho é caro. Daí a dizer que são 7 anos… Caramba, que exagero! Antigamente é que faziam empréstimos com esse prazo e juros a 2,75% para comprar um. E não me façam falar no spread.

2 – Varrer os pés de alguém faz com que nunca se case. – E? Isso é sorte meus caros, isso é sor… ah, também temos leitoras. Bom, é 50/50 e é tudo treta na mesma.
Provavelmente o que isto quer dizer é que, se são homens e estão a varrer ou se estão na companhia de alguém a varrer, vocês não têm o capital necessário para atrair alguém para casar. Se forem mulheres, isto quer dizer que são limpinhas, sim senhor, sabem fazer (por fazer/ou ver fazer) a lida da casa, o que é importante mas não estão arranjadinhas. Aprumem-se para o homem que querem conquistar, não apareçam com os pés cheios de terra, pó, cotão e novelos de cabelo.

3 – Abrir um chapéu de chuva dentro de casa. – Isto é simplesmente estúpido. O azar é arriscarem-se a vazar uma vista a alguém ou pior, o chapéu ainda ter água, sujar o chão e terem o trabalho de limpar… depois não arranjam com quem casar. (ver exemplo anterior)

4 – Varrer ou sacudir a toalha de mesa para a rua. – Ok, não sei… este pode ser verdade. Se fizerem isto, provavelmente arranjam chatices com os vizinhos. Mas se tiverem bom senso e forem limpinhos, ao contrário dos meus vizinhos, não fazem isso. Vocês não fazem isso, certo? (Grandessíssimos filhos da pu… Não são vocês, são os meus vizinhos)

5 – Um gato preto. – Ok, isto já é racismo e é triste ainda existir. Dito isto, é um gato, sabemos lá o que é que lhe vai na cabeça, tanto pode ronronar e roçar-se nas vossas pernas como pode arranhar-vos a cara até vos arrancar os olhos… Nunca confiar.

6 – Passar por baixo de um escadote. – Meus queridos, isto é bom senso! Um escadote provavelmente significa obras/trabalhos, pode cair qualquer coisa em cima das vossas cabeças, podem tropeçar e deitar tudo abaixo, incluído o Sr. Alfredo que estava só a tentar tirar as folhas… Coitado do Sr. Alfredo.
Passem ao lado, já não há azar. Esperem, ao lado ainda pode acontecer. É evitar.

7 – Entrar com o pé direito dá sorte, com o esquerdo… – dá azar ou só não temos tanta sorte? Se eu não estudar para um exame e entrar com o esquerdo, chumbo mas se entrar com o pé direito, passo na boa? Nunca tive o cuidado de estar atento a isso.
Se calhar é só porque a maioria é destra e é um bocado atabalhoado a fazer as coisas à canhoto, é como dizer que dança com 2 pés esquerdos. Basicamente serve para não tropeçarmos. Agora era bonito os ambidextros não se rirem disto… estou a falar para si, Sr. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa.

8 – Fazer figas. – É estúpido. Não afasta o mau olhado e também não traz sorte. E se querem saber quão estúpido é, a origem das figas é isto:

  • A figa feita com os dedos médio e indicador cruzados vem dos tempos da perseguição aos cristãos (séculos I ao IV). O gesto era uma tentativa de se fazer uma cruz sem atrair a atenção.
  • Já a figa feita com o polegar era usada pelos romanos e etruscos como um amuleto que simbolizava o ato sexual. Em italiano, seu nome é manofico, uma junção das palavras “mão” e “figo”- fruta que na gíria desses povos significava vagina. O polegar era uma metáfora ao pênis. A figa também representa a forma do pé de coelho, animal relacionado à fertilidade e abundância.

yahoo answers

Vocês andam a fazer o símbolo de pachahas. Cruzes e pachach… esperem lá! Simboliza ter a sorte de conseguir uma pacha… uma relação. Eventualmente tornou-se no símbolo de “vamos lá ver”, tipo “Deus queira”. Agora faz sentido.
As outras figas, da cruz afastar as bruxas, continuam a ser estúpidas.

9 – Bater 3 vezes na madeira afasta os maus espíritos. – Estúpido. Isto é estúpido! A única coisa que estão a fazer é confundir o vosso marido que estava sossegado a ver a bola e quando ele for abrir a porta e vir que não está lá ninguém vai ficar chateado. É isso que vocês querem ter lá em casa, um marido chateado?
O quê? Como assim há homens que também fazem isto?

10 – O noivo não pode ver a noiva antes do casamento. – Isto não dá azar, dá uma última oportunidade ao rapaz para perceber se está a cometer um erro ou não.

11 – Colocar a mala no chão. – Certo, dá azar. No sentido em que é mais fácil de roubar. Nota, usar uma pochete, daquelas que se põem à cintura, não é uma alternativa aceitável.

12 – Ter a orelha quente significa que alguém está a falar de nós. – A menos que essa pessoa esteja a falar de nós enquanto nos está a esfregar a orelha, não, não é por isso.

13 – Talheres cruzados. – Ok, esta é grave. A minha avó deixou de falar para mim por causa disto…  eu disse-lhe que se ela acredita que cruzar os talheres dá azar, então não os podia pôr na máquina de lavar. Agora culpa-me pela artrite.

Pronto, era isto. Como podem ver é ridícul… CRUZES, CREDO, CANHOTO! Pareceu-me ver um pão de barriga para cima e toda a gente sabe que isso não é bom. Agora, com licença que tenho de vestir uma camisola do avesso, aconselho-vos a fazer o mesmo mas façam o que fizerem, não acreditem nas tretas que se di…
Acabei de bater com o mindinho na quina da mesa. Como é que isso é possível? Eu estou sentado e mal me mexi!
Está visto, tenho de ir comprar uma pata de coelho.

Agora vá, ide em paz e saudinha.

— sigam os Aristocratas no facebook —

texto com base neste artigo de Telma Teixeira


Quem são estes “cabrões” de quem tanto oiço falar?

Todos os dias, alguém na rua, no café, nos supermercados, nas estações de serviço, em todo o lado… todos os dias oiço alguém a queixar-se e no fim dizem: “E a culpa é desses cabrões.”

Não sei quem são!

São as pessoas que deitam lixo para o chão? As  que deitam as pontas dos cigarros?
São as pessoas que empurram ao passar e não pedem desculpa?
São as que não pedem por favor? São as que não agradecem?
São as que não fazem pisca quando conduzem? Eu já disse, a paz no mundo vai acontecer quando toda a gente usar os piscas, vocês não querem crer!

Porque é que anda toda a gente tão descontente?

É porque já ninguém tem respeito?
É porque há quem tente passar à frente?
É pela falta de dinheiro? É pelo corte nos ordenados, nos direitos e nas pensões?
A culpa é dos ciganos que “recebem tudo e não fazem nada?”
É dos imigrantes que “roubam o trabalho”?
É dos emigrantes que “abandonam o pais e nós que cá ficamos é que aguentamos o barco”?
É dos polícias que andam nas estradas a passar multas?
É dos grevistas que atrapalham tudo?
É dos gestores das pequenas e médias empresas que preferem despedir bons funcionários a reduzir o seu ordenado?
É dos funcionários públicos, “esses gatunos que não fazem nada, cheios de regalias” e não aceitam cortes? “Sim porque são todos iguais”. (Não são.)
É das grandes empresas que aumentam as taxas apesar de terem tantos benefícios fiscais e apresentarem lucros crescentes de ano para ano?
É do nosso Presidente da República que fala de crescimento com a fé de que as palavras bastam para isso acontecer? (O que ele não sabe mas todos os rapazitos de 12 anos eventualmente descobrem, as palavras não chegam, há que haver algum estímulo e depois o grau de crescimento já depende de alguma sorte.)
É dos tribunais que nunca condenam os corruptos?
É dos políticos que prometem tudo e depois descobre-se que são tão marionetas ocas  como os que substituíram?
É Bruxelas? A Troika? O FMI? A Merkel? São os mercados? As agências de rating?

São estes? Quais? Os últimos ou todos os anteriores? Só alguns? Quais?
Esperem lá… somos todos?

Somos todos nós que votamos sempre nos mesmos?
Os que não votam porque não há alternativas dignas?
Os que se indignam quando a Pepsi goza com o Cristianito e prometem nunca mais beber aquela água suja mesmo que o empregado diga que não tem Coca-Cola?
Não precisam porque bebem 7up e comem Cheetos? Pronto, tudo bem mas saibam que isso é tudo da Pepsi… ah isso não interessa?
O que é preciso é mostrar apoio ao nosso menino d’ oiro. Nem esta bebida nem o velho Suíço gozam com o Cristianinho, agente não deixa.

Já vender o país aos poucos, a preço de liquidação total, atropelo da lei e dos direitos, aumento de impostos, corte nos vencimentos, contratação de “boys” para o governo com salários a rondar os 3000 euros quando nos dizem que os tempos são de crise, de sacrifícios, de apertar o cinto, isso já é deixar andar porque não há nada a fazer, certo?

“Então mas isto não é para rir, oh Rafael?”

Então não é, meus caros? Isto não é a maior piada de todas? A mim faz-me rir.

Somos todos cabrões. Eu sou um, vocês são outros. Não somos em tudo, uns mais, outros menos, uns numas coisas, outros noutras.

AHahAHAhAhAahHAHahAH! Ai andamos todos a falar uns dos outros? Somos todos cabrões. Tá boa…

terra

O que vale é que a selecção vai ao Brasil e quem sabe, se o Cristianito falhar um penalti decisivo, alguém grave o Primeiro Ministro a dizer mal do nosso menino e aí sim, há revolução nas ruas.


Ficaram chateados comigo? Não se revêem nisto? São melhores que toda a gente? Então são os maiores cabrões de todos porque não são honestos. Assumam o que são, onde falham e tentem mudar. É a única forma de não serem uns cabrões de topo, só uns cabrõezitos uma vez por outra.

Até à próxima… meus cabrõezitos. Beijinhos.

smiley

— sigam os Aristocratas no facebook —


%d bloggers like this: