Author Archives: Celso Moura

Alimentos Para Pessimistas

Mirtilo

Contém doses maçivas de um número considerável de antioxidantes, incluindo as antocianinas e outros polifenóis e carotenóides. São também ricos em fibra fólica e vitaminas C e E, das quais nenhuma o poderá ajudar.

Tomate

Uma excelente fonte de licopeno. Este antioxidante químico neutraliza os radicais livres no corpo humano, reduzindo a taxa de oxidação das células e retardando o processo de envelhecimento. Retardam e não suspendem: você não mais voltará a ter 18 anos.

Damasco

Este alimento aumenta comprovadamente os níveis de serotonina, fornecendo fugazes sentimentos de contentamento, o que mais tarde projecta o desespero para patamares ainda mais elevados. Bom para comer ao almoço, ilumina qualquer salada.

Noz

A noz contém quantidades assinaláveis de ómega-3, que combate as doenças do coração, e os esteróis vegetais, que diminuem o colesterol, bem como uma data de antioxidantes. Poderá diminuir o risco de doença cardiovascular até 50%, se as ingerir umas cinco vezes por semana. No entanto, lembre-se que irá apodrecer na mesma em qualquer lar, só que mais lentamente e com maior custo para os seus filhos.

Maçã

As maçãs possuem toneladas de antioxidantes, incluindo flavonóides, outros polifenóis e fibras. Protege-o contra doenças vasculares cerebrais e doenças como o Alzheimer. Já não é tão bem sucedido a proteger de espancamentos de drogados, nem é eficaz a combater o sentimento esmagador da nossa existência cinzenta, malfadada e inútil.

Brócolos

Uma boa fonte de vitamina E, que muito raramente entra na nossa dieta. Especialmente se essa dieta for congelada e aquecida no microondas, temperada com lágrimas.

Agrião

Além de ricos em antioxidantes e fibras, contendo virtualmente nenhuma caloria, o agrião é provavelmente o organismo terrestre mais impotente que você. Aproveite e adicione essa sensação fugaz de superioridade a qualquer salada ou sanduíche.

Chocolate Preto

Mais uma óptima fonte de flavonóides, que diminuem o colesterol e previnem a acumulação de gordura nas artérias. Irá manter o seu coração partido em funcionamento – lembrando a cada segundo de que você se encontra sozinho – muito para além da altura em que lhe implorará para parar.

Whisky

O único amigo que você alguma vez teve e, ainda assim, a única coisa a que algum dia poderá chamar de casa. Pretende renascer, ser um novo eu? Essa é impagável. Beba.

Anúncios

A todos os empregados

Julho 23

A todos os empregados:

Por favor, destruam todos os documentos.

Julho 24

A todos os empregados:

O memorando de ontem seguiu incompleto. Deveria dizer “Por favor, destruam todos os documentos, incluindo este.”

 …

Julho 25

A todos os empregados:

O memorando de ontem deveria também ter sido eliminado. Pedimos desculpa pelo lapso.

Julho 26

A todos os empregados:

Mais uma vez, ao memorando de ontem faltou um importante postscript. Após a última frase, deveria estar “Por favor, destrua também este memorando.”

P.S. Por favor, destrua também este memorando.

Julho 27

A todos os empregados:

Não destrua este memorando. Permita que se mantenha excepcionalmente intacto. Não podemos dizer mais nada do que isto e é tudo o que precisa de saber.

Julho 31

A todos os empregados:

Durante o fim-de-semana, altos executivos da empresa redefiniram a nossa política de destruição de documentos. É esta a nova política: Por favor, destrua todos os documentos, incluindo este. Por outras palavras, pegue no papel que tem na mão, aquele que tem a data de 31 de Julho, e elimine-o. De seguida, procure na sua secretária por qualquer outro memorando com a data de Julho. 23 de Julho, 24 de Julho, 25 de Julho, não interessa. Até mesmo o de 27 de Julho a dizer que não deveria ser destruído – decisão revista pelo nosso departamento jurídico. Portanto: reúna todos os documentos. Coloque-os numa pilha. E destrua-os. Mas espere! O seu trabalho ainda não acabou. Há ainda uma etapa muito importante por concluir. Quando terminar de eliminar toda a documentação de Julho, destrua também este memorando. Um simples diagrama de auxílio à eliminação deste documento foi reproduzido no topo do mesmo. Você deverá colocar a parte inferior do memorando no triturador de papel, enquanto segura no topo, largando-o à medida que o documento vai sendo consumido pela máquina. Assim que tenha desaparecido na sua totalidade, o seu trabalho estará terminado. Recapitulando: procure memorandos, destrua memorandos, destrua este memorando.

Agosto 1

A todos os empregados:

Admitimos que o empregado que colocou o memorando de 31 de Julho na parede junto ao triturador de papel poderá ter julgado estar a prestar uma boa ajuda aos outros empregados. O facto é que cometeu um erro. Essa cópia foi entretanto destruída.

Agosto 2

A todos os empregados:

Às duas da tarde de hoje um elemento técnico da empresa irá reunir com os altos executivos. A razão é simples: é provável que alguns empregados tenham tido alguma dificuldade em distinguir os trituradores de papel das máquinas de fax. As máquinas de fax – que não são usadas há anos, mas continuam ligadas à corrente por alguma razão desconhecida – estão na prateleira próxima às casas-de-banho. São de cor preta. Os trituradores de papel encontram-se nas mesas adjacentes à sala de conferência. São de cor branco-sujo. Ao que parece, esta distinção não era clara para todos já que, esta manhã, dois empregados foram apanhados na casa-de-banho a falar dos “porreiros trituradores pretos”. Claro que não há prova de que algum empregado tenha de facto utilizado a máquina de fax a julgar que se encontrava a destruir um memorando, ou vice-versa, mas caso tal tivesse ocorrido, teria sido muito preocupante. Sobretudo porque os dois aparelhos têm funções diametricamente opostas: o triturador de papel destrói, enquanto que a máquina de fax, de um ponto de vista poético, cria. E é aterrador imaginar que esses memorandos, enviados para parte incerta, não poderiam ser posteriormente destruidos, tal como deveriam, caso estivessem presentes em forma física. Uma cópia deste memorando foi agora colocada nas paredes próximas aos trituradores de papel e às máquinas de fax, bem como distribuído por todos os empregados. Por favor, mantenha-o na sua secretária e não o destrua.


Respostas para todas as questões da vida

1. Sim.

2. Não.

3. Sim.

4. Sim.

5. Não.

6. Bom, dependerá sempre do teu ponto de vista.

7. O simples facto de colocares essa questão revela mais de ti do que aquilo que eu gostaria de saber. Relembra-me aquele verão em que íamos na estrada e disseste “Vamos ali nadar no rio”. Assim fizemos, depois pegaste no livro que andava a ler e, fingindo colocar uma questão sobre a história, atiraste-o ao rio. Ainda achei que se fosse aguentar à tona de água – sim, eu sei que é papel – mas afundou-se como uma pedra. “Apenas a esperança flutua”, foi o que saiu dessa boca suja. Sorriste de um jeito tão malévolo, o mesmo que tinhas daquela vez em que estavas noiva do Joca e foste jantar com um outro tipo qualquer (já agora, nunca me agradeceste o facto de ter corroborado com a tua história do primo de Santo Tirso). E depois abriste a tua mala e mostraste-me a tua arma, dizendo que andavas à procura da circunstância ideal para a poder finalmente utilizar.

8. Sim.

9. Não.

10. Irlanda.

11. Nunca na vida.

12. Desconfio que a tua definição de amor não é a mesma que a de uma pessoa normal. Admito que houve uma altura em que talvez pudesse ter-te considerado uma pessoa normal, mas ambos sabemos que esse tempo já lá vai. Mas quem é que dá nome ao seu carro, diz-me? Ainda pior, quem é que opta pelo nome “Azul” e insiste que tal nome é suficiente para arrefecer o interior de um carro, mesmo quando estão 50 graus lá fora? Para não falar daquela vez em que te mostrei os Raconteurs e resolveste dizer que o som era parecido com os Strokes, o que é uma opinião (no mínimo!) embaraçosa. Estúpida, mesmo. É o que és.

13. Dezassete.

14. Ananás.

15. James Joyce.

16. Estou tão arrependido por te ter engravidado.


Apartamento de Férias. GRANDE OPORTUNIDADE!

DESCRIÇÃO

Apartamento clássico, situado perto de uma área próxima do centro da cidade onde você pretende ficar. Localizado em zona repleta de elegantes galerias de arte e literalmente no meio de um bar movimentado. Rodeado de arame farpado e do sentimento resplandecente de que os seus bens pessoais merecem vigilância apertada.

Se aprecia ar puro, o tecto do apartamento possui um buraco do tamanho de uma criança. Se gosta de espaços fechados, o frigorífico é essencialmente hermético. E se não vive sem ouvir noise até às 3 da manhã, este é o lugar perfeito para uns dias de sonho.

A 15 minutos de comboio da cidade, a não ser que goste de andar ao longo de estradas pavimentadas. Nesse caso, chegará à cidade em cerca de um dia. Há também uma rodoviária, mas a circulação de autocarros cessou em 1977. Encontrará alguns bilhetes de comboio na primeira gaveta da secretária, ao lado da minha arma. Estão à sua disposição dentro da caixa de DVD Gravações Secretas de Antigos Clientes.

O apartamento tem um quarto espaçoso, com um bloco central onde uma cama deveria estar. Há também uma sala de estar habitada por uma família e uma cozinha com três casas de banho e um saco de gelo. Tenha em atenção que o gelo, às vezes, derrete. Existe também uma meia-banheira (anteriores inquilinos roubaram a outra metade) e uma porta que não tranca (não lhe vou dizer qual).

As máquinas de lavar e secar roupa encontram-se numa lavandaria a três quarteirões de distância. Está convidado a desfrutar do jardim que se encontra nas traseiras do prédio. Não toque em nenhuma das plantas. São altamente venenosas, incluindo a que tem uma caixa com a chave do apartamento debaixo dela.

O código para abrir a caixa é a data do meu aniversário, a qual poderá descobrir se for hábil com a internet. O wi-fi é do vizinho e, mediante o seu estado de embriaguez, não apresentará quebras.

EQUIPAMENTO

Portas

Cabos

Ar condicionado controlado por termóstato

Elevador em prédio adjacente

Deficiente acessível e prestável

REGRAS

– É proibido respirar no apartamento, dada a minha alergia. Poderá respirar na varanda e só em caso de necessidade;

– Ignore os gritos provenientes do cesto da roupa suja;

– As almofadas são unica e exclusivamente para fins estéticos.

REVIEWS

“O apartamento está de acordo com a descrição, exceptuando na morada e no permanente odor a morte. Fiquei inicialmente alarmado com as manchas de sangue presentes na parede, que acabaram por não manchar as minhas roupas. O proprietário respondeu rapidamente aos e-mails.

Apesar do aviso relativo à delinquência adolescente, não fui assassinado ao longo da minha estadia. Exceptuando a vez em que acordei preso a uma parede, da qual não me consegui libertar durante dois dias, e do rapto da minha mulher, a estadia foi bastante agradável.

O proprietário deixou um cesto de fruta aquando a nossa chegada. Contudo, não se tratava de fruta e aguardamos o resultado das análise clínicas para saber de que se tratava. Não encontrámos os bilhetes de comboio prometidos no anúncio, pelo que tivemos de nadar até à cidade, provando ser um excelente exercício.

Estadia agradável, tirando as mordidas de crocodilo. O anúncio deveria mencionar a quase dezena de crocodilos a viver na banheira.”

Resposta do proprietário: “Apenas um dos crocodilos é meu e a banheira não faz parte do apartamento. Agradeço o seu feedback. Julgo que deixou um dos seus dedos no lavatório, enviá-lo-ei ainda hoje por correio.”


Novas Técnicas Para Espantar Pombos


O Ceifador de Almas

Para este cenário, você precisará de um fato de ceifador de almas. Se souber que os pombos da sua área veneram / temem uma entidade da morte diferente, opte por um fato que corresponda a essa entidade. O importante é saber que não deve conter custos. Os pombos precisarão de saber que você é a personificação da morte e não um tipo qualquer vestido com um lençol e uma foice de plástico. Precisará também de uma foto dos pombos que pretende espantar.

No dia em que decidir espantar os pombos, terá de chegar ao local antes que os pombos o façam. Quando se aproximarem, avistá-lo-ão e manterão distância. Mas sendo o pombo um animal curioso, manter-se-á na área, tentando perceber se você será ou não o anjo da morte. Procure não dar a entender que os viu. Assim que tiver a certeza que a atenção deles é sua, segure a foto dos pombos visados enquanto diz, “A minha ideia era levar as almas de todos os pombos, mas sei que costumam andar por aqui. Ao menos, sei por onde andam. Voltarei quando menos esperarem, e logo partiremos para o inferno. É que nem me vou dar ao trabalho de procurar em mais algum sítio que não este.”

Os pombos irão achar que a morte estará longe, desde que não se aproximem da sua área. Mas isso, claro, não passa de um engano. A morte virá por todos nós, só que apenas segundo o seu calendário, não o nosso.

Caso os pombos não tenham medo da morte e continuarem a aparecer na sua propriedade, sugiro espalhar pão embebido em estricnina.

A Clínica

Comece por estabelecer uma clínica em miniatura, do tamanho de pombos, perto do local onde estes costumem circular. Recrute alguns pombos e vista-os de staff médico. Esta tarefa poderá parecer complicada, mas é imperial pois o pombo é um animal muito inteligente e distingue quando um check-up é feito por humanos ou por pombos. A ideia é pagar aos seus pombos para dizerem aos outros pombos que estão qualificados para fazer um check-up gratuito num scanner misterioso.

Assim que um pombo tiver terminado o seu check-up, um “médico” olhará para os resultados e, com uma expressão preocupada, dirá ao “paciente” que tem o corpo pejado de tumores. “Se os tivéssemos detectado há mais tempo”, o seu pombo dirá, “haveriam mais opções de tratamento. Mas tal como está, deveremos apenas falar sobre o tempo que lhe resta”. De início, o pombo não acreditará, para mais tarde se deixar consumir pelo medo. Eventualmente, o pombo começará a reflectir sobre a sua vida. É possível que tenha sonhos por realizar e concluirá que a sua vida foi desperdiçada. Lamentará ter de conhecer a proximidade da morte para chegar a tais conclusões e decidirá viver a vida que lhe resta. Irá viajar ou perseguir uma carreira artística numa cidade populosa. De qualquer forma, você poderá suspirar de alívio, já que os pombos não voltarão à sua propriedade.

Se se der o caso de o pombo estar feliz com a vida, envenene-o com uma côdea mergulhada em estricnina.

O Espírito Esquecido

Você terá de descobrir onde é que os seu pombo vive. De manhã, aguarde que saia desse local e altere-o de forma a que pareça que passaram 20 anos. Caso se encontrem familiares do pombo nesse local, leve-os e prenda-os em casa até que o plano esteja concluído. Sim, este plano envolve rapto. Se não se sentir confortável, sou incapaz de ajudá-lo. Boa sorte. Espero que consiga ser feliz no meio de pombos.

Mais uma vez, terá de contar com a ajuda de um pombo. Diga-lhe para estar em casa do pombo, até que este regresse de um longo dia a defecar estátuas. Perceberá que as suas chaves de casa não funcionam e tocará à porta, frustrado. O lacaio irá à porta e dirá que é o verdadeiro dono da casa. O pombo, perturbado, irá apontar para o nome na caixa do correio. Mas já não será o seu nome, já que você o alterou. O lacaio dirá que, apesar de familiar, ninguém com esse nome vive naquela casa há muito tempo. A esta altura, o pombo sentirá que o seu mundo não faz sentido, que é quando o seu lacaio deverá dizer que há algo que tem para mostrar ao pombo. Levando-o para o quintal, mostrará uma lápide e, ao se aproximar para ler, o pombo terá um ataque cardíaco e perecerá. A razão: é o seu nome que se encontra na lápide. (Nota: você terá que descobrir o nome completo do pombo antes de iniciar o plano).

Caso o pombo sempre tenha tido o desejo secreto de ser um fantasma e é indiferente à sua própria morte, recomendo que lhe atire um pedaço de bolo de arroz recheado com estricnina.


Um Homem Acorda Depois de Um Coma de 20 Horas

O… O qu… Ahh! Onde….onde… ajuda… Água, por favor… obriga… Água. Você é um médico? Estou num hospital?… Mas o que se passa?

Um acidente? Estive num acidente? Gravemente ferido… uma pancada na cabeça. Em coma… Em coma?! Quanto tempo estive inconsciente?

Vinte horas?? Ouvi-o bem? 20 horas?? Está-me a dizer que estive em coma quase um dia inteiro? Que dia é hoje? Diga-me, que dia é hoje! Oh meu Deus, meu Deus… Não… Não me lembro de nada desde ontem…Não… o mundo parece o mesmo para lá desta janela, mas… que programa é este na TV? Não reconheço ninguém na televisão! Mas o que se passa…

Graças a Deus, você ainda fala português. Tenho de estar grato por pequenas dádivas como esta.

Mas diga-me, qual é a maior coisa na Internet, neste momento? Um vídeo de um cão e um gato a dançar?!? Não, não vi! Não sei nada disso… Mas como podem dançar? Os cães e os gatos odeiam-se!

Vinte horas de publicações no Facebook, 20 horas de tweets! Espere… Quem foi eliminado no Face Off?!? Por que não o vejo? Conte-me, insisto. Preciso de aceitar que sou um homem de uma era diferente, mais tosca e desligada.

Ainda dá na televisão, sequer?

A sério, há alguém que me quer ver? Mas quem é que conheço neste tempo?

Hã… Patrícia? A minha mulher? OH! Oh! Lembro-me de ti! Já deves ter casado de novo, por esta altura… Eu perdoo-te, espero que sejas ainda mais feliz nesta tua nova vida.

E este…. é o nosso filho? Os momentos pai-filho que poderíamos ter tido! Diz-me, estás apaixonado? Realizaste os teus sonhos? E como seria diferente a tua vida, se eu estivesse lá para ajudar. Para ser o teu pai!

Desculpa. Desculpa. Sim, ajudem-me a limpar estas lágrimas. Um quê? Um “lenço”? Vocês chamam “lenços” aos Kleenex, agora?


Peças de Teatro, no Espaço

Sonho de Uma Noite de Verão,

de William Shakespeare

(HELENA entra no palco enquanto LISANDRO e DEMÉTRIO, seus apaixonados que se encontram sob o efeito de uma poção mágica, a perseguem vigorosamente.)

LISANDRO: …

(LISANDRO desvanece enquanto se aproxima desesperadamente de HELENA)

HELENA: … !!

(DEMÉTRIO agarra o próprio peito, em pânico. HELENA solta uma lágrima que se perde no vácuo infinito do espaço. HÉRMIA flutua em segundo plano.)

Um Elétrico Chamado Desejo,

de Tennessee Williams

(STANLEY grita por STELLA, que subiu as escadas para encontrar EUNICE, fugindo da brutalidade do marido.)

STANLEY: … hhcckh… !!!!!

(Ajoelha-se em desespero.)

STANLEY: …hhckhh…cckhh….

(STELLA tenta descer as escadas para abraçar o marido, mas um asteróide atinge-a no peito, achatando-a. Sai de cena pela esquerda, com o asteróide nas mãos.)

A Importância de Ser Honesto,

de Oscar Wilde

(Na tentativa de eliminar a sua vida dupla, JACK fabrica a morte súbita do seu irmão imaginário, Ernesto. A história complica-se com o aparecimento de ALGERNON na mansão, fazendo-se passar por Ernesto para ganhar o coração de CECILY. A história complica-se ainda mais quando um portal interestelar rasga o tecido do espaço continuum e transporta ERNESTO, que é real numa dimensão alternativa, para o meio da trama.)

CECILY (ironicamente): Hhhhhhhhhhhhhhhhc.

ALGERNON (fluentemente): ….ck.

(A conversa do par é interrompida pela inesperada ausência de sangue oxigenado no cérebro. ERNESTO, como todos os seres da sua dimensão, é também um ciborgue e usa os foguetes propulsores dos seus pés para sair de cena, pela direita.)


Folheto Informativo: Instruções sobre o medicamento

Antes de tomar esta medicação, recomendamos que siga as seguintes instruções. Tenha em atenção que, quanto menor for o tamanho da font, mais importante é a informação. Algumas das instruções são tão pequenas que não terá a oportunidade de as ler. Por favor, repare nessas primeiro. É possível que algumas embalagens deste medicamento tenham sido adulteradas. Tal facto poderá conduzir a consequências inesperadas e, numa questão de precaução, codificámos cada comprimido com uma imagem que desaparecerá se o mesmo for alterado.

A posologia correcta desta medicação é um (2) comprimidos, duas vezes ao dia (3x). Qualquer falha na dosagem poderá levar a uma série de complicações, incluindo a morte. Se tiver a certeza de que está a experienciar a morte, ligue para o número que se encontra na parte de detrás de cada comprimido. Não ligue para o número que se encontra na parte da frente, esse é um número privado. A chamada dar-lhe-á informação suficiente para que o leve à primeira de 17 pistas entusiasmantes, com o objectivo de encontrar um tesouro. No final, poderá ser adicionado a uma lista de espera para obter informações sobre o tratamento.

Após tomar esta medicação, terá de se apoiar numa só perna durante três horas. Não tome nenhum comprimido se, de seguida, souber que vai realizar qualquer actividade que dependa das duas pernas. Não coma nem ingira líquidos nos primeiros dois dias de tratamento, para além de um determinado conjunto de alimentos sem glúten. Para obter informações sobre estas deliciosas receitas, consulte o nosso website.

Infelizmente, algumas pessoas irão desenvolver a exacta condição para a qual o medicamento foi concebido para prevenir, só que pior. Ao que pudémos apurar, os comprimidos divertem-se com esta situação. Neste caso, contacte de imediato o seu médico. Se o medicamento o tentar impedir de contactar o seu médico, ligue para o número que se encontra abaixo. Se não estiver nenhum número abaixo, é bem possível que o medicamento já o tenha vencido. Não entre em pânico, pois tal só irritará a medicação.

No caso da sua medicação se zangar, faça tudo o que ela disser. Está armada e é perigosa, para além de que poderá engoli-lo antes que você a tente engolir. Por favor, ceda. Será bem mais feliz dentro da medicação, do que tendo-a dentro de si. Se este parágrafo fizer sentido para si, tome o dobro da dosagem recomendada.


O Artigo da Wikipédia Sobre Nós

Mónica,

Após repetidos casos de vandalismo e abuso, tomei a liberdade de bloquear o artigo da Wikipédia sobre a nossa vida sexual. Mesmo tendo excluído a tua conta e o endereço de IP da tua casa, o artigo continou a ser maldosamente alterado, de forma anónima ou por dois novos utilizadores, “umgrandepunheteiro” e “masquegrandeadministradorqueeusou”.

Eu sei que és tu, Mónica.

A neutralidade dos pontos de vista é um princípio fundamental da Wikipédia e ninguém totalmente neutro seria capaz de, após os 6 meses em que estivemos unidos numa relação, classificar o meu desempenho sexual como “desinspirado”, “amador” ou “sem brio”. Nem a intimidade física que partilhámos – a qual, até há algum tempo atrás, era rotulada por ti como satisfatória – poderá ser objectivamente descrita como “perturbador [como] ver qualquer um dos filmes do David Lynch, num carro sem travão de mão e estacionado à beira de um declive.”

Em virtude de edições do artigo como esta, fui capaz de recuperar e repôr uma versão anterior, onde, tal como te poderás lembrar, descreveste o nosso acto físico de amor como “melhor do que podería imaginar”, “ternurento” e “bem-intencionado”.

O bloqueio do artigo foi necessário para prevenir a reinserção de conteúdos com títulos como “ Um Verme Cobarde Que Avistou Uma Montanha de Açúcar”, detalhando ao pormenor a noite incaracterística e insatisfatória que passámos num hotel em Paris. Tal como expliquei (mais do que uma vez) no fórum sobre a nossa vida sexual, esta ocasião não foi nada representativa e encontra-se excluída do artigo por uma questão de falta de notabilidade.

Lamento que este se tenha tornado num dos poucos artigos que se encontram protegidos pelos administradores. Mas é um facto que o conceito da Wikipédia é demasiado precioso para ser comprometido por endereços falsos de IP, múltiplas contas de utilizador ou pela vaca da tua amiga Filipa.

Para acabar, o artigo sobre “A Tua Vagina” remete agora para uma página sobre o Massacre das Morsas de 1955.

Tudo de bom,

Boris (admin)


Então e se Gastássemos o Resto do Oxigénio Numa Festa?

Houston. Como é, tudo bem? Daqui fala o Tenente Flanagan.

Bom, o que tenho a dizer é muito simples. Desde que vocês nos disseram que não teríamos oxigénio suficiente para regressar a casa e que iríamos, muito provavelmente, morrer no espaço, temos estado para aqui a discutir. Porque pronto, temos um bem limitado e toda a gente na tripulação veio com a sua própria ideia de como deveríamos utilizá-lo antes de nos desintegrarmos no vazio infinito.  Como podem ver, a equipa está muito dividida.  Mas para mim, a escolha não poderia ser mais simples – ou temos oxigénio para mais seis dias ou para uma grandiosa festa de arromba.

Se estou sozinho nesta opinião? Não. Poderei estar em desvantagem numérica? Sim.

E é por isso mesmo que vos contacto. O Coronel Collins tem orquestrado uma autêntica lavagem cerebral a todos os tripulantes, com cálculos precisos, gráficos organizados e diagramas à escala, mostrando que, se destruíssemos as armas nucleares presentes a bordo, a velocidade do vaivém aumentaria 43%. Este feito permitiria chegar a casa em cinco dias, salvando as nossas vidas. É um desmancha-prazeres.

Da minha parte, consegui obter o apoio do cosmonauta sérvio que vocês enviaram em missão diplomática e também do suricata que mandaram para experiências científicas. É nestas alturas que agradeço o pragmatismo frio e insensível tipicamente eslavo dos sérvios, ou nesta altura estaria apenas a contar com um suricata para encurralar individualmente os outros tripulantes do vaivém, forçando a adesão à nossa causa.

Sabemos bem que temos os dias contados. O simples facto de daí não nos atenderem as chamadas há mais de uma semana, é capaz de ser mau sinal.

Asseguro-vos de que estou a ser muito científico na elaboração desta hipótese de festa. Até tomei a liberdade de considerar qual o melhor género festivo para gastar o oxigénio que nos resta. Uma Festa de Fornicação com Disfarces, apesar de divertida e oportuna para ver as mamas da astronauta Sanders, dar-nos-ia apenas cerca de 3 horas antes de esticar o pernil. Por outro lado, uma festa de Leitura, Vinho e Queijo, com todos os silêncios feitos quando uma outra pessoa está a falar, seria bem mais educado e teríamos mais 17 horas de vida. Acontece que não tenho paciência para festas destas, muito menos com uma duração tão agressiva, era só o que faltava.

A ideia é ter uma mistura saudável das duas – a fornicação mantém-se, mas mais pausada.

Da maneira que vejo a nossa situação, temos seis dias de nostalgia e depressão, a pensar na nossa namorada, cuja traição foi recentemente descoberta, ou temos mais seis ou sete horas com subwoofers a bombar, danças lascivas, e as mamas da astronauta Sanders a baterem-nos na cara, enquanto nos lembramos do ciúme infundado que a nossa namorada sentiu antes da missão.

Enfim, podem ajudar ou não? Se não puderem fazer nada, enviam ao menos o vídeo que irei fazer esta noite com a astronauta para Martha Rodríguez, que mora em El Paso? Relembro que nos deixaram morrer em pleno espaço. Se me fizessem esse favor, seria simplesmente espectacular.


%d bloggers like this: