Listas do Desassossego: Os 12 (verdadeiros) Erros Mais Comuns dos Alunos

Student

 

Li um artigo no Público que referia os 12 erros comuns dos alunos e, embora já não seja estudante há alguns tempos, não concordei com o referido artigo. Desde já 12 erros parece-me redutor, aluno que se preze dá mais do que 12 erros só na composição, até porque hoje em dia já se escreve do tipo: “ñ xei o k s paxa c/ o Jony da Ega, mas é cumplikadu”. Assim , cá vai o meu contributo, com o que verdadeiramente está errado:

1) Tempo a mais para estudar – os testes, por norma, são marcados logo no início do ano lectivo, o que dá muito tempo para os alunos procrastinarem;

2) Stress a menos – as aulas e os próprios testes/exames deveriam ser realizados debaixo de fogo de AK47’s e morteiros, para realmente se perceber o que é stress;

3) Excesso de confiança – concordo com este ponto, mas a culpa é do Ronaldo e do Mourinho que trouxeram a confiança para a moda, antigamente, até os alunos que tinham 18/19 diziam que as provas lhes tinham corrido mal;

4) Ler só a wikipedia – ler só os resumos nem era mau, estudar na net é que dá asneira, até porque ir procurar alguma coisa à net acaba, invariavelmente, em sites de pornografia;

5) Horas de sono a mais – ir de directa parece que é mau, mas maior parte dos alunos passa os dias antes em grandes maratonas de sono, esquecendo, por completo, o estudo;

6) Não ler as respostas – maior parte das vezes a malta escreve e está bom, se se ler a resposta no final, vai-se ver que muita coisa está errada ou sem aparente justificação perante a pergunta. Que o diga eu que destaquei a Erica Fontes como a pessoa mais importante da arte portuguesa no século XXI;

7) Não saber o que responder – o erro maior, maior parte das vezes reza-se para que sejam respostas de escolha múltipla, pelo que as perguntas de desenvolvimento são sempre um problema;

8) Debitar o que não se decorou – vai-se juntando as peças daquilo que se ouviu na aula e do que se leu nos resumos da colega do lado, o que normalmente dá asneira, até porque decorar à pressa nunca dá bom resultado, vale mais escrever numa cábula;

9) Ser assertivo – defender o que se respondeu, mesmo quando se sabe que está errado ou não faz o mínimo sentido;

10) Gestão do tempo – passar muito tempo a olhar para o relógio a rezar que o tempo passe mais devagar, acontece a todos;

11) Rever as respostas – nomeadamente, quando se olha para o colega do lado e as dele não coincidem com as nossas, sendo que já não há tempo para alterar as nossas;

12) Usar tabelas e não usar cábulas – malta que se põe a desenhar tabelas e gráficos, mas não sabe o que lá pôr, em vez de ter investido tempo a fazer um belo copianço onde coubesse a matéria toda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: