Manifesto Anti-Crespo

“Basta, pum, basta!”

Começava assim o Manifesto Anti-Dantas de Almada-Negreiros e, apesar do o Dantas não ser nem de perto nem de longe tão execrável, achei apropriado começar de igual maneira o meu Manifesto Anti-Crespo.

Morra o Crespo, morra, pim!

O Crespo veste ceroulas cor-de-laranja e excita-se quando ouve falar em vitamina C!

O Crespo é um habilidoso!

O Crespo cospe gosma e disfarça-a de jornalismo!

O Crespo passa tanto tempo sentado em cima da sua bazófia que tem o rabo cheio de pústulas!

Morra o Crespo, morra, pim!

O Crespo não é cigano, pois nem os ciganos queriam um Crespo!

A boca do Crespo não cheira mal, a boca do Crespo cheira aos excrementos depositados no esgoto da rua de São Caetano!

O Crespo é mais falso que uns ténis Abibbas!

A Playboy do Crespo é o rótulo do Sunny Delight Laranja!

Morra o Crespo, morra, pim!

O Crespo é um hipócrita!

O Crespo diz mal da RTP, mas tentou voltar para a RTP ainda nem há dois meses!

O Crespo diz que a RTP é um roubo aos contribuintes, mas queria ser o correspondente dela nos EUA com tudo pago pelo povo!

O Crespo é um ressabiado que acabou com a namorada, mas que depois se arrependeu e tentou voltar só que viu que veio tarde e, como é mais nojento que lesma com lepra, disse a toda a gente que ela é má na cama!

Morra o Crespo, morra, pim!

O maior serviço público jamais feito pela RTP foi a queixa contra o Crespo!

O Crespo nem no exílio estava bem!

O Crespo saberá de política, saberá de vigarices, saberá de falsidade, saberá de engenharia aeronáutica, saberá da transumância do furão da Birmânia e da sua influência na flutuação do preço do trigo na Cracóvia, saberá tudo menos o que é jornalismo que é a única coisa que ele faz!

O Crespo não morre porque nem a morte quer o Crespo!

Morra o Crespo, morra, pim!

O Crespo tem uma falha nos dentes para melhor se ouvir o sibilar da sua língua bífida!

Os gatunos já não usam máscaras negras, mas fotografias do Crespo!

O Crespo faz os vendedores de automóveis parecerem honestos!

O Crespo dá um novo sentido à parcialidade!

E nunca confies num dicionário que não tenha “Crespo” na definição de “repugnante”.

Morra o Crespo, morra, pim!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: