Novas Técnicas Para Espantar Pombos


O Ceifador de Almas

Para este cenário, você precisará de um fato de ceifador de almas. Se souber que os pombos da sua área veneram / temem uma entidade da morte diferente, opte por um fato que corresponda a essa entidade. O importante é saber que não deve conter custos. Os pombos precisarão de saber que você é a personificação da morte e não um tipo qualquer vestido com um lençol e uma foice de plástico. Precisará também de uma foto dos pombos que pretende espantar.

No dia em que decidir espantar os pombos, terá de chegar ao local antes que os pombos o façam. Quando se aproximarem, avistá-lo-ão e manterão distância. Mas sendo o pombo um animal curioso, manter-se-á na área, tentando perceber se você será ou não o anjo da morte. Procure não dar a entender que os viu. Assim que tiver a certeza que a atenção deles é sua, segure a foto dos pombos visados enquanto diz, “A minha ideia era levar as almas de todos os pombos, mas sei que costumam andar por aqui. Ao menos, sei por onde andam. Voltarei quando menos esperarem, e logo partiremos para o inferno. É que nem me vou dar ao trabalho de procurar em mais algum sítio que não este.”

Os pombos irão achar que a morte estará longe, desde que não se aproximem da sua área. Mas isso, claro, não passa de um engano. A morte virá por todos nós, só que apenas segundo o seu calendário, não o nosso.

Caso os pombos não tenham medo da morte e continuarem a aparecer na sua propriedade, sugiro espalhar pão embebido em estricnina.

A Clínica

Comece por estabelecer uma clínica em miniatura, do tamanho de pombos, perto do local onde estes costumem circular. Recrute alguns pombos e vista-os de staff médico. Esta tarefa poderá parecer complicada, mas é imperial pois o pombo é um animal muito inteligente e distingue quando um check-up é feito por humanos ou por pombos. A ideia é pagar aos seus pombos para dizerem aos outros pombos que estão qualificados para fazer um check-up gratuito num scanner misterioso.

Assim que um pombo tiver terminado o seu check-up, um “médico” olhará para os resultados e, com uma expressão preocupada, dirá ao “paciente” que tem o corpo pejado de tumores. “Se os tivéssemos detectado há mais tempo”, o seu pombo dirá, “haveriam mais opções de tratamento. Mas tal como está, deveremos apenas falar sobre o tempo que lhe resta”. De início, o pombo não acreditará, para mais tarde se deixar consumir pelo medo. Eventualmente, o pombo começará a reflectir sobre a sua vida. É possível que tenha sonhos por realizar e concluirá que a sua vida foi desperdiçada. Lamentará ter de conhecer a proximidade da morte para chegar a tais conclusões e decidirá viver a vida que lhe resta. Irá viajar ou perseguir uma carreira artística numa cidade populosa. De qualquer forma, você poderá suspirar de alívio, já que os pombos não voltarão à sua propriedade.

Se se der o caso de o pombo estar feliz com a vida, envenene-o com uma côdea mergulhada em estricnina.

O Espírito Esquecido

Você terá de descobrir onde é que os seu pombo vive. De manhã, aguarde que saia desse local e altere-o de forma a que pareça que passaram 20 anos. Caso se encontrem familiares do pombo nesse local, leve-os e prenda-os em casa até que o plano esteja concluído. Sim, este plano envolve rapto. Se não se sentir confortável, sou incapaz de ajudá-lo. Boa sorte. Espero que consiga ser feliz no meio de pombos.

Mais uma vez, terá de contar com a ajuda de um pombo. Diga-lhe para estar em casa do pombo, até que este regresse de um longo dia a defecar estátuas. Perceberá que as suas chaves de casa não funcionam e tocará à porta, frustrado. O lacaio irá à porta e dirá que é o verdadeiro dono da casa. O pombo, perturbado, irá apontar para o nome na caixa do correio. Mas já não será o seu nome, já que você o alterou. O lacaio dirá que, apesar de familiar, ninguém com esse nome vive naquela casa há muito tempo. A esta altura, o pombo sentirá que o seu mundo não faz sentido, que é quando o seu lacaio deverá dizer que há algo que tem para mostrar ao pombo. Levando-o para o quintal, mostrará uma lápide e, ao se aproximar para ler, o pombo terá um ataque cardíaco e perecerá. A razão: é o seu nome que se encontra na lápide. (Nota: você terá que descobrir o nome completo do pombo antes de iniciar o plano).

Caso o pombo sempre tenha tido o desejo secreto de ser um fantasma e é indiferente à sua própria morte, recomendo que lhe atire um pedaço de bolo de arroz recheado com estricnina.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: