Porque em Portugal o “J” é a primeira letra do Alfabeto

Ora, então não é que a JSD vai apresentar ao Relvas trinta e cinco medidas contra o desemprego na juventude?! Finalmente uma boa notícia para todo o país! Assim vale a pena ler jornais. É que um gajo também se farta de estar sempre a ler desgraças, como a do Monstro do Alentejo ou lá o como lhe chamam… E eu que gostava tanto de ouvir a “Ternura dos Quarenta”…

Felizmente, ainda há quem nos dê alegrias. Se eu já fiquei contente quando soube disto da JSD, imagino como ficou o pessoal que percebeu que já não precisa de meter o despertador para às 4 da matina, para ir para a porta do Centro de Emprego! É que com a JSD a tratar disto é limpinho: acabou-se o desemprego. Disto eles percebem. Eu pelo menos nunca vi ninguém da JSD desempregado.

Eu sei que a esta hora ainda há muita gente desconfiada, gente que só vai descansar quando souber mesmo quais são as medidas que a JSD vai apresentar, não é? A estas pessoas só tenho a dizer duas coisas: a melhor maneira de tirar marcas de batom de uma camisa é aplicando vaselina sobre a nódoa, lavando em seguida com água e sabão; e tenham calma que eu tenho aqui uma surpresa para vocês.

Pois é, caros amigos, depois de um esforço, que a minha sobejamente conhecida modéstia não permite apelidar de grandioso, consegui ter acesso ao documento com as medidas que a JSD vai apresentar ao Relvas e, acreditem em mim, o projecto está destinado ao sucesso. Quando as primeiras medidas são do calibre de:

1-      Pertencer à JSD

2-      Ter um irmão na JSD

3-      Ter um primo na JSD

4-      Ter um cunhado na JSD

5-      Ter um amigo na JSD

6-      Ter um amigo que é amigo de alguém na JSD

7-      Ter um primo que é cunhado de um amigo do irmão de um militante da JSD

8-      Ter os nomes de família separados por “e” ou “de”

9-      Ter um amigo da JP

10-   Publicar no facebook, pelo menos uma vez por semana, fotos de fetos e frases anti-aborto.

Um gajo percebe que é desta que a coisa vai, por isso é que estou tão confiante!

Aliás, eu se estivesse no vosso lugar até começava era já a meter os papéis no Registo Civil, para tratar da mudança de nome para Sotto de Mello e Brito ou Mascarenhas de Penha-Pereita, que depois quando isto for oficial aquilo vai estar à pinha. E vá, pessoal, agora é bola para frente e aguardar pelo futuro com um sorriso nos lábios, até porque uma coisa é certa: a última pessoa que contou com apoio total da JSD não só nunca teve de passar uma manhã no Centro de Emprego, como hoje tem um trabalhinho de luxo… apesar de ainda continuar a viver em Massamá…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: