Foste a quinta sinfonia, meu bolero de Cardozo

Qualquer  artifício, por mais rebuscado que seja, é válido para impressionar uma mulher. Já fingi que aprecio astrologia e fui ver uma orquestra sinfónica ao Teatro São Carlos. Hoje vou tratar da segunda.

A pressão era enorme. Ao contrário de uma conversa sobre astrologia, em que basta repetir até à exaustão frases como “Dou-me muito bem com pessoas de signos água”, já a ida ao São Carlos exigia uma preparação à Rocky IV para o combate com o russo. Durante uma semana treinei o ar de entendido em frente ao espelho, para não perceberem que era a primeira vez que lá ia. Repeti consecutivamente expressões como “Oh céus! Verdadeiramente sublime!” e “Constou-me que o quarteto de violoncelos é esplêndido” como se a minha vida dependesse disso. No fundo, a espontaneidade é uma coisa que também se trabalha.

A coisa começou mal, a partir do preciso  momento da aquisição do bilhete. A funcionária reagiu com um misto de horror e incredulidade quando ouviu pedir dois bilhetes dos mais baratos. Até me arrepiei, nunca tinha visto um olhar exclamar “Seu grande pelintra!!!!”  de forma tão eloquente. Com uma expressão de nojo calçou as luvas de látex e entregou-me os ingressos pela ponta de uma pinça.

Chegou o grande dia. Estava muito nervoso, com medo que houvesse um gajo à porta a decidir se eu teria estilo suficiente para entrar ou me perguntasse pelo monóculo. Mas não, do senhor ouvi apenas alguns reparos sobre a forma como combinei as cores, a escolha infeliz do calçado e o facto de não estar a usar um casaco clássico. Nada de mais.

Para não comprometer, resolvi jogar à defesa e passar todo o espectáculo calado, ensaiando aqui e além o ar de entendido que laboriosamente treinei. E o primeiro round até nem correu mal.  Só não percebi quando é que era suposto uma pessoa parar de aplaudir. Olhava para o lado e estava tudo doido,  senti na pele a pressão para continuar para além do humanamente suportável para não impressionar negativamente a minha companheira. Pensei para comigo “Tu consegues, pá! Tu consegues!!”. Concentrei-me, respirei fundo e trouxe à memória a imagem do golo do Cardozo na jornada passada para servir de inspiração. E resultou: quando saí do transe era a única pessoa na sala em pé a aplaudir, já toda a gente tinha saído para comer uma bucha. Escusada foi aquela parte do “Goooolo!!”.

A segunda metade do espectáculo foi encabeçada por um pianista famoso. “Isto não pode ser assim tão difícil” pensei eu. “Quer-me parecer que se ele inventar metade das notas, ninguém dá por ela. Eu consigo fazer isto.” E assim foi.

No caminho para casa pensei e repensei as coisas com calma, esfriei a cabeça e no dia seguinte fiz o que é expectável de qualquer pessoa sensata: comprei um piano. Para alguém que tem uma ideia muito vaga sobre o que é um “Dó”, achei que era boa ideia começar logo por um instrumento novo e já com um grau considerável de sofisticação.  Na loja não me perguntaram se eu sabia tocar. Agora que penso nisso, acho que o funcionário foi muito negligente.

Acabei por me render às evidências e ainda tive algumas aulas, mas infelizmente foram com uma mera professora de carne e osso, e o que eu precisava era de uma aparição de Nossa Senhora  em cima de uma clave de sol. Isto para começar, visto que os meus dotes musicais equivalem aos de uma hortaliça. Feitas as contas, o meu piano eléctrico é o bibelot mais caro da casa, mas a verdade é que faz um vistaço, comparado com as bonecas de quermesse da minha mãe. Não se perdeu tudo.

Anúncios

One response to “Foste a quinta sinfonia, meu bolero de Cardozo

  • Tânia Amaral

    Ai os sacrifícios que um “Homem” tem de fazer para agradar alguém….no entanto, acho que a melhor aposta, será, sem sombra de dúvida, seremos nós próprios e dizer o que pensamos e sentimos. E já agora… “quem não sabe é como quem não vê.” :P Jokas
    Ps: I like

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: